A importância da gestão de estoque na construção civil

por | ago 2, 2019 | Gestão de obras, Gestão financeira, Koper | 0 Comentários


O controle de estoque é muito mais que gerenciar pedidos e recebimentos de insumos.

Também envolve tarefas como: armazenamento, organização, manutenção e até mesmo o deslocamento e transferência de insumos de um  local de estoque para outros, etc. Coisas que influenciam diretamente na rotina de sua empresa seja ela uma construtora, incorporadora, empreiteira ou prestador de serviços.

Sendo assim se faz necessário a existência de uma política de controle de estoques do modo a evitar perdas de recursos produtivos, e o principal, prejuízos financeiros.

Que ninguém quer ter, não é mesmo?

Abaixo você irá encontrar algumas dicas para manter o seu estoque em dia, ações que ajudam na rotina do dia-a-dia e ainda irão evitar desperdícios e gastos desnecessários. Vamos lá?!

Uma boa gestão é necessária

Somente com uma boa gestão de seu estoque será possível ter melhor processo de compras, evitar compra de insumos desnecessários e até mesmo ajuda a evitar a falta de alguns insumos no decorrer da obra.

Controle de entrada e saída de insumos

Toda e qualquer movimentação, seja de entrada como de saída de materiais e equipamentos em seu estoque ou até mesmo transferência deles entre obras, deve ser devidamente registrada pelo responsável e encarregado pelo setor de estoque. 

Além de ser feita pelo responsável, cada uma dessas ações deve ser acompanhada de  um documento correspondente. Mantendo assim, um controle mais rigoroso do seu estoque.

Ou seja, nem mesmo aquele “é rapidinho e já devolvo” deve passar despercebido. 

Abaixo você pode acompanhar alguns exemplos de documentos para registrar essas movimentações:

  • documento de entrada: ordem de compra + nota fiscal;
  • documento de saída: requisição de materiais para a obra e/ ou consumo interno;
  • romaneio de transferência: registro de transferência de materiais de uma obra para outra.

Para que um material ou equipamento saia do estoque, é importante que neste documentos conste:

  • nome do responsável do estoque;
  • nome da pessoa responsável pela movimentação (quem recebeu);
  • nome do insumo ou equipamento que está sendo requisitado;
  • nome da obra, onde o material será utilizado;
  • se possível, em qual atividade será aplicado.

Apesar de parecer um processo burocrático, isso ajuda no controle do consumo dos insumos por etapa de obra, bem como na programação das compras.

Mantenha seu estoque organizado

Nem só de controle de entrada e saída de insumos, a gestão de estoque é feita – kkk.

Para manter o controle de seu  estoque, é preciso ter organização.

Já é difícil gerenciar um estoque com tantos insumos, como geralmente acontece no setor da construção civil, essa se torna ainda mais complicada em locais onde os materiais ficam espalhados. 

Assim que fizer o recebimento de produtos e equipamentos:

  • mantenha-os agrupados por tipos;
  • cada tipo deve ter sua própria sessão – além de ajudar no controle e identificação dos insumos, irá aumentar a produtividade da operação.
  • armazene-os com cuidado – cuidado com materiais que não podem ficar úmidos e também com aqueles que não suportam coisas pesadas por cima. 

Estoque mínimo/máximo

Mantenha sempre o controle sobre seu estoque mínimo e máximo.

O estoque mínimo, também chamado de estoque de segurança, é a quantidade mínima necessária deste insumo que deve ser mantida em estoque a fim atender um eventual aumento na demanda e cobrir possíveis atrasos nas reposições por parte dos fornecedores.

Já o estoque máximo diz respeito a quantidade máxima que o seu estoque consegue comportar. Saber quanto seu estoque comporta também é muito importante, isso evita que insumos sejam recebidos e alocados em locais inadequados e/ou que perca o controle de seu estoque.

Faça balanço periódico

Até o momento fizemos a entrada e saída de insumos do estoque, também mantemos o mesmo organizado sempre mantendo registro do estoque máximo e mínimo.
Mas isso não é tudo. Para um bom controle de estoque na construção civil, deve-se considerar o levantamento periódico do inventário. 

Entretanto, é necessário documentar a contagem e conferência das quantidades de materiais e equipamentos que fazem parte do seu estoque. Seja no almoxarifado da obra ou no ambiente de produção, assim fica mais fácil  de detectar os extravios. 

Para o controle diário, você pode adotar o uso de contagem rotativa de estoque, ou cíclica, que tem como objetivo a contagem de alguns itens diariamente. A intenção é que a contagem seja programada de modo que cada item seja contado segundo uma programação predeterminada.

Acompanhe também nosso conteúdo sobre Sistema de Gestão.

Garanta a segurança do seu estoque

Infelizmente, é comum que ocorram extravios de equipamentos e insumos dos mais diversos tipos, em locais de estoque – desde o almoxarifado da obra até no ambiente de produção.

Portanto é indicado tomar algumas medidas de precaução:

  • restringir o acesso ao estoque de pessoas não autorizadas;
  • apenas a equipe responsável deve ter acesso ao local de armazenamento
  •  é válida a colocação de câmeras de segurança para registrar qualquer movimentação suspeita.

Conclusão

Citamos aqui algumas dicas para você controlar o estoque dos seus materiais e equipamentos. Quanto melhor for a organização e o controle, menores serão os gastos com desperdícios e extravios. Dar mais atenção ao estoque faz diferença no seu bolso!

E para facilitar ainda mais essa gestão, no Koper você conta com um módulo dedicado inteiramente ao suprimento: entradas, saídas, transferências, manutenção de equipamentos e muito mais. Que tal fazer um teste gratuito agora mesmo?!

Clique aqui e venha transformar a forma como faz a gestão do seu estoque.

Newsletter

Inscreva-se para receber notícias e novidades da Koper

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.